(ºwº) GRRR!!! Seja vossa pessoa bem vinda a este blog completamente inútil e onde se pode perder tempo a ler coisas que não interessam a ninguém, que a sua estadia seja agradável. (ºwº) GRRR!!!

30 de janeiro de 2008

O cantinho do Grrwey (ºwº) ©

Hoje temos um convidado ao qual vou colocar algumas questões sobre actualidades:
Risewild: Obrigado por ter aceite o convite Sr. Grrwey; antes de mais nada passo a perguntar a sua opinião acerca da remodelação no governo, acha que foi a única coisa que se podia fazer neste momento para se tentar apaziguar a opinião pública acerca deste governo?
(ºwº) ©: Grrr grr grrrrr grr, grrr grrrr ggrrrr ggrrrgggrrr.
Risewild: Hmmm sim, a sua opinião parece-me bastante abrangente e até focou pontos interessantes dos quais eu não me lembrei. Passando agora para outro tópico, que me tem a dizer sobre um caso em que os Bombeiros Municipais de Santarém foram chamados a uma habitação da cidade para retirar um gafanhoto do respiradouro de uma casa de banho, nas operações de libertação da pobre criatura estiveram envolvidos quatro bombeiros e uma viatura, acha que estes meios foram suficientes?
(ºwº) ©: Grrr rrr gr gr gr grrr gggrrrrrrrr gr grrr!
Risewild: Sim é a minha opinião também, infelizmente o tempo não pára por isso temos de prosseguir com os tópicos, parece que nos Estados Unidos da América Investigadores desenvolveram uma vacina que parece muito promissora contra a dependência das drogas, que impede o corpo humano de sentir os efeitos da droga, que acha disto?
(ºwº) ©: Grrrrrr grr grrrrr gggrr gr grggggrgrrrg grrrr, grrr rrrrr grrr rrgrrr.
Risewild: Bem apontado Sr. Grrwey, o tempo escasseia por isso vamos passar ao último tópico, Bush recordou recentemente em público o seu passado de consumidor de álcool, diga-nos o que acha.
(ºwº) ©: GRRRR GRRRR GRRRRRRR GRRRRRR grrr grrr grrrrrr gggrrrr grr. (tradução: HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA a julgar pelas coisas que diz e faz eu pensava que ele ainda estava metido na pinga, mas afinal talvez tenha sido cobaia nos testes da droga anti dependência.)
Risewild: ... Bem não temos mais tempo disponível por isso aqui nos despedimos, mais uma vez muito obrigado senhor Grrwey.
(ºwº) ©: Grr

17 de janeiro de 2008

Nova secção de links

Pois é, um post só para dizer que adicionei uma nova secção "Procuras algum ficheiro? Tenta aqui:"
É um secção de links que levam a vários sites de procura para ficheiros em "filehoster" sites como "Rapidshare" ou "MegaUpload" e vários outros, útil para quando procuramos ficheiros específicos e não queremos passar montes de tempo a tentar localizar pelo "Google" ou "Yahoo" ou qualquer que seja o que usamos. typing bear
Claro que nunca se esqueçam dos riscos deste tipo de sites, é perigoso fazer o download de um arquivo de uma fonte desconhecida, lembrem-se de ter sempre uma firewall ligada e bons programas anti-virus e anti-malware (que nos protegem de trojans, spyware, adware ou outros perigos da net) mantenham-se sempre actualizados e efectuem um scan aos ficheiros que baixam da internet, sejam cuidadosos e será tudo mais seguro. angelic_bear

7 de janeiro de 2008

Incompleto

Escrevo o que penso pensando no que escrevo
A escrita é o meu mestre e eu o seu servo
Obedeço cegamente ao meu severo mestre
porque se o perco não tenho mais nada que reste

A escrita neste momento parece-me má
não sei porquê mas quero desistir agora
"fecha esta janela e desiste, é fácil vá lá."
"isto não és tu nem por dentro nem por fora"

Luto para continuar e escrevo mais um pouco
"é inútil, pára, desiste, não sejas louco"
"não paro, cala-te, eu escrevo e não desisto"
o meu pensamento está dividido e misto

O que fazer? estou indeciso e confuso
tento acabar ou desisto e apago tudo?
já sei, termino agora e fica incompleto...

Futuro

Caminho sozinho por ruas desconhecidas, tentando encontrar algo familiar a que me agarrar, algo que me faça sentir seguro. Poderia dizer que estou perdido, mas para se estar perdido temos de conhecer o sítio de onde partimos...
Nada faz sentido, talvez não seja sentido na forma compreender mas sim mesmo na forma de sentir, sentimentos é a palavra chave aqui. Como sabemos identificar o que sentimos pela primeira vez? É um completo desconhecido, algo estranho que confunde e pode assustar.
Não, não é o que se passa comigo neste momento, não estou a sentir algo pela primeira vez, apenas penso, interiorizo algumas ideias.
O que fazer? Como irei reagir? Será que poderá acontecer ou não passa de castelos no ar? Eu quero que aconteça, mas tenho de fazer algo para que tal se realize... Tenho de agir, o futuro não se faz de desejos, faz-se de esforços.
Cabe-me a mim começar a descobrir essas ruas desconhecidas, cabe-me a mim trabalhar para que em vez de procurar algo que conheça, torne o desconhecido em familiar, as dúvidas em certezas e os desejos em realidade.
Tenho de começar... antes que seja tarde demais e o tempo se tenha esgotado.